Autor: Lígia Deslandes

Reforma da previdência é para roubar quem trabalha

Por Bepe Damasco Como é de domínio público, os banqueiros têm verdadeira obsessão pela reforma da previdência. O motivo mais conhecido é também o mais óbvio: abocanhar o verdadeiro filão que é o mercado da previdência privada, o qual, do ponto de vista do interesse da banca, não deslancha no Brasil devido ao regime geral da previdência social. Destruí-lo, então, é preciso. Mas outro dado da realidade contribui para que o chamado mercado financeiro (formado por bancos, corretoras de valores, fundos de investimento, especuladores e doleiros de todos os calibres) esteja sempre disposto a remover céus e terras para...

Leia mais

A Burrice do Golpe

Por Ladislaw Dowbor O Banco Mundial qualificou os anos 2003 a 2013 de The Golden Decade, a década dourada da economia brasileira. É preciso ser muito ideologicamente cego para ignorar o imenso avanço que representaram a queda do desemprego de 12% em 2002 para 4,8% em 2013, a abertura de 18 milhões de empregos formais, a retirada de 38 milhões de pessoas da pobreza, a redução do desmatamento da Amazônia de 28 para 4 mil quilômetros quadrados, o acesso à luz elétrica para 15 milhões de pessoas e assim por diante. A opacidade mental dificulta naturalmente a aceitação dos...

Leia mais

O direito às múltiplas narrativas de mundo

Por Penélope Martins no Blog das Letrinhas Quando a dúvida aflige a ponto de me afastar da esperança, reflito se já aprendi a resistir como o camelo atravessando impiedoso deserto carregado de si mesmo e do mundo até me insurgir contra a voz que diz “faça” para proclamar “não quero”. Isso porque se primeiro o espírito deve se transformar em camelo, depois há de se transformar em leão, e ainda aguardar com coragem para uma terceira e final transformação na ternura da infância. Não tenho leitura suficiente para conversar com as pessoas letradas, fui criada por gente simples, todos...

Leia mais

Sobre política, distração e destruição…

O professor Silvio Almeida da FGV faz uma importante análise sobre o novo governo brasileiro. Achei pertinente e esclarecedora a análise dele e a coloco aqui para que nós possamos tomar conhecimento e fazer nossas reflexões: O atual governo tem três núcleos: 1. O Núcleo Ideológico-Diversionista. Serve apenas para manter a moral da “tropa” em alta, dando representatividade e acomodação psicológica a quem realmente acredita que o Brasil é socialista, que existe ideologia de gênero ou que a terra é plana. Serve também para causar indignação e tristeza nos “progressistas” e, assim, desviar a atenção das questões centrais manejadas...

Leia mais

Militar ultraneoliberal é mais uma jabuticaba brasileira

Por Bepe Damasco no seu Blog Poucos dias de governo Bolsonaro já são suficientes para conhecermos parte significativa de suas entranhas, do jogo do poder que se dá a partir dos núcleos que o compõem, do papel de cada um desses grupos, das divergências reais e potenciais entre eles. Na visão do arguto e sempre lúcido analista Luis Nassif, corroborada por outros respeitáveis comentaristas, o governo que resultou da ação política de militares e juízes, para cuja conquista Bolsonaro foi usado como cavalo de Tróia, se divide da seguinte forma: Núcleo militar – Os militares ocupam, além da vice-presidência,...

Leia mais

Assuntos

Ligia_Deslandes_-_Loja_Virtual_Pic

Ligia_Deslandes_-_Loja_Virtual_Pic

fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

Cadastre-se no nosso Site