Há alguns anos atrás quando era professora de um curso de pós-graduação numa universidade tive a oportunidade de discutir com os alunos a diferença entre individualidade e individualismo. Pode parecer uma discussão boba, mas, se não discutimos isso com as pessoas elas nunca irão entender o sentido de coletividade e a importância da cidadania e da sua participação na sociedade em que vive.

De que adianta você ter tantas coisas se outras pessoas do seu lado não tem o que você tem? Acha que isso não irá afetar sua vida? Ledo engano.

Acha que quem luta pelo coletivo é vagabundo? Você com suas benesses e privilégios é que é o vagabundo. Os seus privilégios tiram de outras pessoas aquilo que elas poderiam ter caso você não tivesse além do que precisa.

A sua indiferença em relação as parcas condições de vida dos outros e o seu julgamento mesquinho àqueles que lutam por um mundo melhor não vão ficar impunes.

Mais cedo ou mais tarde a sua indiferença, seu egoísmo, seu individualismo e sua falta de solidariedade cairão em sua cabeça e trarão dificuldades à sua vida.

Não podemos ter tudo com outros sem nada. A história é cíclica e nos mostra isso o tempo todo.

O ódio de classes que você estimula e cria hoje cairá no seu colo amanhã. Queira você ou não é isso que irá acontecer.

Nosso povo que está sendo acuado e tratado como escravo não ficará anestesiado por muito tempo. E todos que estão rindo hoje poderão chorar muito daqui a pouco.

Então, não pense que seu individualismo e seu ódio poderão durar para sempre.

Qualquer hora dessas eu tenho certeza de que verei você por aí.

Espero sinceramente que seja junto comigo nas ruas aprendendo a ser cidadão e lutando por um país melhor para todos e não apenas para você.

Pois, se não for assim, poderá ser em algum beco ou viela morto ou assassinado por aqueles a quem você ensinou a odiar.

A história não irá poupar você.

Então, se ligue e dê meia volta no seu desejo de oprimir os outros e viver sua vida como se apenas você existisse.

Não vai dar certo…