Um comentário interessante de Péricles F. Nunes no Facebook que reproduzo aqui.

Realmente, observo nas pessoas, principalmente aqueles que nasceram no período da ditadura militar, que muitos não tem formação política e que não conhecem o passado de exploração de nosso país nem a história recente do golpe militar. Nem conhecem as entranhas dos interesses econômicos  internacionais em nossa história. Talvez por isso não consigam enxergar e sejam completamente ignorantes em relação as transformações sociais que estão acontecendo desde 2003, graças ao Partido dos Trabalhadores que mudou o rumo de nossa história, priorizando o que nunca foi priorizado, desde muito tempo.  

soucontrapt

Leiam abaixo:

“Todo antipetista segue uma lógica própria, uma lógica que vai muito além da mera lógica direitista. Ele não é um indivíduo que fala sobre o que defende, ele é um indivíduo que fala sobre o que odeia. O antipetista, o extremista de direita, é movido pelo ódio, e para mascarar o seu mau caráter, a sua sede de sangue, o seu desprezo por tudo o que não é espelho, ele segue uma lógica específica.

– O antipetista acha perfeitamente aceitável que o Brasil seja “babá” de banqueiros estrangeiros, que tenha investimentos em países capitalistas e anticomunistas como a Polônia, mas fica furioso quando o país investe em portos em Cuba;

– Nada fala sobre alguém que vai aos Estados Unidos, mas ai de quem vai a países como a Coreia do Norte, logo chamam de “espião financiado pela embaixada”, “agente secreto comunista”, bla bla bla…

– O antipetista acha que é “capitalista”, apesar de quase nunca serem donos de fábricas ou terras.

– O antipetista reprime, mente, calunia e engana e põe a culpa no “malvado comunismo”.

– O antipetista condena o comunismo por tudo aquilo que ele promove e aceita ativa ou passivamente! É um hipócrita e sociopata que tenta justificar todos os crimes que defende atribuindo esses crimes a “regimes comunistas”, tal qual como os inquisidores, que promoviam a tortura e o extermínio alegando “estar lutando contra o diabo”. O antipetista nada mais é do que uma versão contemporânea da Inquisição;

– O antipetista fala que “o comunismo mata”, quando o capitalismo que ele defende não apenas mata, como humilha e brutaliza a condição dos trabalhadores.

– Antipetistas odeiam movimentos sociais, sejam eles em favor dos negros, das mulheres, sindicais… chamam de “comunistas”, mas curiosamente, toda essa crítica não é acompanhada de uma só ação para melhorar a condição desses grupos.”