Alguns militantes e até parlamentares de esquerda têm compartilhado um vídeo de 1999 onde Bolsonaro se diz contra os impostos, a favor da tortura, e ainda declarou voto em Lula. Pois bem, ao compartilhar este vídeo, a esquerda que pensa estar ferrando com o canalha está na verdade proporcionando ainda mais munição para que ele nos ferre.

01 – JAIR BOLSONARO SE DIZ A FAVOR DA TORTURA: É notório que Bolsonaro é a favor da tortura, os quadros que mantém em seu gabinete por si só provam isso, e no entanto seus fãs ainda o aplaudem. Por que ele não esconde isso de ninguém? Por que ele ainda consegue encontrar quem bata palmas quando ele grita isso em alto e bom som? Para os despolitizados ele é a favor da tortura para todos os bandidos, eles não perceberam que o deputado não inclui neste balaio os bandidos ricos aos quais ele se aliou… À exemplo o estuprador Marco Feliciano, o traficante Aécio Neves e tantos outros que roubam tanto o nosso dinheiro quanto os nossos direitos trabalhistas. Vale lembrar que até seus fãs compartilham este vídeo para angariar votos para o presidenciável, uma vez que o brasileiro está de saco cheio da bandidagem. Mas para a esquerda é fazer “gol contra” compartilhá-lo e criticar sua fala, uma vez que abre margem para os despolitizados pensarem que Bolsonaro está certo quando diz que a esquerda defende bandido. Estamos em ano eleitoral, ano este em que requer da esquerda uma interpretação mais política do que ideológica dos fatos

02 – JAIR BOLSONARO SE DIZ A FAVOR DE LULA: Qual o problema nisso? Será que a esquerda se esqueceu do candidato cotado para ser adversário de Lula em 2002? Era de direita. Tentar usar isso contra Bolsonaro, bem como qualquer fala antiga dele a favor da esquerda, é dar brecha para que seus fãs recorram ao velho argumento de que o fascista tem autoridade para criticar a esquerda, uma vez que “conheceu o lado de lá”. Vale lembrar que Patricia Lélis é uma ex militante de direita, e que muitos de esquerda valorizam mais o que ela escreve contra a direita do que escrevem muitos blogueiros de esquerda puro sangue. Isso se deve justamente por ela ter conhecido “o lado de lá”, e portanto alguns acreditam que ninguém melhor do que quem conheceu “o lado de lá” para falar a respeito. Criticar Bolsonaro por um dia ter sido simpático à esquerda e hoje ser de direita, é tão patético quanto criticar Patricia por um dia ter sido simpática à direita e hoje ser de esquerda. Criticar uma pessoa por ter mudado de opinião ao mesmo tempo criticá-la por ser anti democrática, é uma contradição gritante. Até um fascista feito Bolsonaro tem o direito de mudar de opinião, faz parte da democracia. E se amanhã ele voltar a defender a esquerda? Será que a esquerda passará a atacá-lo como a direita passou a atacar Patricia quando ela veio pra esquerda?

03 – JAIR BOLSONARO SE DIZ A FAVOR DA SONEGAÇÃO: Além dos nossos impostos serem abusivos também são injustos, são regressivos, ou seja, sobre o consumo e não sobre a renda. Nesta modalidade de tributo quem mais leva ferro são os pobres. Não bastasse, os impostos que deveriam estar sendo investidos em mais saúde, educação, segurança etc estão sendo investidos na conta bancária dos corruptos. Será que os que têm compartilhado este vídeo pensando que estão ferrando o “mito” sabem ao menos quem governava o Brasil na época deste vídeo? Pois é, era um presidente de direita. Claro que sonegar não é o caminho, o caminho seria eleger representantes que invistam melhor os nossos impostos, e acima de tudo lutar por uma boa reforma tributária, a começar por taxar as grandes fortunas. Mas a maioria dos brasileiros desconhece o que sejam impostos progressivos e regressivos, e justamente por desconhecer é que sempre vão aplaudir todo politico que fizer apologia à sonegação. A esquerda deveria explicar para o despolitizado que há formas melhores do que sonegar, o problema é que ela está sempre ocupada debatendo a cueca de Marx. Jair Bolsonaro sempre apostou na ignorância do brasileiro e principalmente na falta de estratégia da esquerda, e, ao que parece tem funcionado, do contrário ele não estaria há 30 anos mamando nas tetas públicas e muito bem colocado atualmente nas pesquisas para presidente.

CONSIDERAÇÕES FINAIS: Neste mesmo vídeo Bolsonaro diz também que através do voto não se resolve nada, e que se eleito fosse fecharia o congresso. Estão ai duas declarações que a esquerda não pode discordar, uma vez que ela própria vem dizendo há décadas que o poder do trabalhador não está na força do seu voto, mas na sua capacidade de parar a produção. E convenhamos, considerando que a direita sempre deu (e sempre dará) as cartas no congresso, quem de esquerda seria tolo o bastante para não fechá-lo caso tivesse a chance?

Autor: Comunidade29

.