Acabou! As instituições no Brasil se foram, se corromperam de uma tal forma que nada mais podemos esperar delas. Ministério Público, STF, Câmara e Senado estão conspurcados pela corrupção, bandidagem e golpismo. Não querem de fato combater a corrupção! Querem que ela se torne institucionalizada como é em alguns países do mundo que são comandados por capitalistas ricos e desinteressados no bem estar social do povo.

Temer, o vice-presidente traidor, espião em terras brasilis dos interesses dos EUA chega ao governo trazendo com ele o retrocesso mais sórdido e violento que um país poderia ter. Um Golpe de Estado gestado pela elite colonialista e escravista que teima em querer que o país continue sendo apenas o quintal dos EUA colocando seu povo na mais completa indigência.

O que esperar do Brasil dessa gente? O que esperar do Brasil que os paneleiros colonizados e alienados buscaram. Aí está o que eles queriam!

Em menos de 24 horas, o país dá a mais brutal guinada à direita desde o golpe abril de 1964. Veja o que o golpista Temer instituiu no dia 13 de maio de 2015, que pode ser considerado um dia simbólico da volta à escravidão em nossas terras.

  • Temer acabou com o Ministério da Cultura, das Mulheres, dos Direitos Humanos, da Igualdade Racial e Juventude, o que dará fim as políticas que foram implementadas para esses grupos sociais.

  • Temos o primeiro governo, desde Geisel, sem mulheres no ministério… e, claro, nenhum negro o que mostra o conservadorismo dos que lá estão.

  • Três ministros são investigados diretamente na Lava Jato e passam a ter foro privilegiado (tipo aquilo que Lula não podia de jeito nenhum). Isso mostra o quanto a preocupação com a corrupção nunca houve de fato e que a seletividade e partidarismo do judiciário são claríssimos.

  • A Controladoria Geral da União deixa de ser independente e passa a ser subordinada ao governo, para que as picaretagens que eles estão fazendo fique sem fiscalização e controle.

  • Indicaram para Ministro da Justiça o ex-advogado de Cunha (indicado por ele inclusive), ex-advogado do PCC, braço direito armado de Alckmin que comandou e revalidou publicamente o ataque violento contra movimentos sociais, adolescentes e as ocupações nas escolas, além de aumentar em quase 70% o número de mortes por ação policial. E já foi declarando que protestos pró-Dilma são ato de guerrilha. Ele, com certeza, está sendo encarregado de usar a PF e as Forças Armadas para cunhar uma nova ditadura contra o povo e os movimentos sociais.

  • Sete ministros seus sofrem processos por crimes de corrupção, uma vergonha para o Brasil, mostrando que o que eles queriam desde o início não era luta contra a corrupção, mas, sim acabar com ela.

  • O novo ministro do Desenvolvimento Social diz que “Bolsa Família não pode ser proposta de vida”, desconhecendo completamente como funciona o programa e o que ele faz em municípios mais pobres, reconhecidamente no norte e nordeste.

  • Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu a coleta de provas de uma investigação contra o senador Aécio Neves, Toffoli arquiva processo contra Blagio Maggi e Teori que foi sorteado para outro processo contra Aécio Neves resolve entrega-lo para Gilmar Mendes para também arquiva-lo.

  • O novo Ministro da Educação, do DEM, é autor de ação na Justiça que combate as políticas afirmativas e é contra o Fies e o Prouni. Já anunciou o corte de bolsas de estudo.

  • O Ministro da Agricultura é um dos campeões em desmatamento e já propôs o fim do licenciamento ambiental.

  • O gabinete de Segurança Institucional é ocupado por Sérgio Westphalen Etchegoyen, que é de uma antiga linhagem de militares das Forças Armadas. Tanto o pai – citado no relatório da Comissão Nacional da Verdade – quanto o tio, tiveram participação na ditadura militar, na organização da repressão e na perseguição política.

  • Anunciou a privatização de todas as empresas públicas. Petrobras, Banco do Brasil, Caixa Econômica, Casa da Moeda, Correios, entre outras. Aqueles que achavam que os concursos públicos iam continuar, esqueçam.

  • O Ministro da Fazenda já anunciou reforma da Previdência com aposentadoria somente aos 75 anos, congelamento do salário mínimo, redução de salários dos funcionários públicos e ainda disse que deve subir os impostos. Vários empresários ricos devem estar satisfeitos. Vão continuar sem pagar os impostos que sonegam e o povo pobre e da classe média vai continuar pagando o pato.

E estão previstos mais retrocessos se o povo não tiver consciência do que já está perdendo e do que poderá perder ainda. A lista da caixa de maldades da Elite que nunca se conformou em deixar de ter privilégios para dividir com a classe trabalhadora tende a ser cada vez maior. A Democracia e a Constituição duramente conquistadas em 1988 estão sendo desrespeitadas.

Para eles a tentativa de Lula e Dilma de darem igualdade de oportunidades para o povo pobre foi em acinte às benesses que cultivavam há tantos anos.

É também um absurdo para eles que os trabalhadores e trabalhadoras brasileiros tenham tido tantas conquistas nos últimos anos.

Está mais do que na hora da classe operária desse país entender que a luta de classes se expressa de todas as formas, em todas as instituições e em todas as frentes. Ela pode ser observada na postura mais corriqueira de um chefe enfrentada pelo trabalhador no cotidiano do trabalho numa empresa como pode ser vista a nível global no comportamento de líderes de países e blocos socioeconômicos uns com os outros.

Não podemos nos ver como professores, petroleiros, bancários, ou como qualquer indivíduo de uma categoria profissional. É fugindo de nossa identidade de trabalhadores que temos permitido ao longo dos anos que o patronato nos domestique numa cultura subalterna que só beneficia a eles. Somos todos trabalhadores e trabalhadoras acima das categorias profissionais!

Um outro mundo é possível, com democracia, igualdade de oportunidades e direitos sociais. Um Brasil cidadão e não um Brasil ditatorial governado por bandidos corruptos. Não podemos abdicar do que conquistamos nos últimos 13 anos. A civilização que queremos não passa por Temer e esse governo ilegítimo e golpista.

Vamos à luta!!! Desobediência civil já!!! Queremos Democracia de verdade e Igualdade de Direitos para todos e todas!!!