Juristas Trabalhistas da América Latina se unem contra o retrocesso e o Golpe

Passou desapercebida por alguns essa carta escrita por advogados da ALAL – Associação Latino-Americana de Advogados Laboristas. A classe de advogados trabalhistas está enxergando o que vem por aí, e pior, o que poderá acontecer se os trabalhadores e os juristas responsáveis não fizerem sua parte e se insurgirem de forma contundente contra  os absurdos que esse governo golpista está pretendendo para a classe trabalhadora. Reproduzo aqui a carta que foi construída por esse grupo de juristas. A luta está acontecendo em todas as instâncias.  Carta de São Paulo O IV Congresso Internacional de Ciências do Trabalho, Meio Ambiente, Direito e Saúde, que reuniu pessoas de vários países da América Latina,  ocorre em um momento crucial para o Brasil. A última etapa do impeachment da Presidenta eleita Dilma teve início nesta semana. Consensual quanto à gravidade da situação, polêmico na sociedade quanto à sua legalidade, para os participantes deste evento, representa um processo político de interrupção institucional cujas consequências poderão ser devastadoras para os trabalhadores e suas famílias. A investida contra as conquistas da Constituição Federal tem sido avassaladora e direitos humanos fundamentais estão ameaçados. Sob o falso pretexto de um país falido, economistas neoliberais têm propalado como única saída uma alternativa econômica fundamentada no acúmulo do superávit primário, na diminuição do que chamam de gastos (e não investimentos) públicos e  novamente na penalização dos setores menos privilegiados da sociedade, sem...

Leia mais