Se você acha que o TRF/4 vai inocentar Lula, está enganado. Por mais que a sentença de Sergio Moro seja uma peça de literatura, por mais que todos os juristas renomados, autores dos principais manuais do estudo do Direito brasileiro já tenham declarado ser nula a sentença, nenhum juiz em atividade teria a coragem de descreditar Moro. Moro não se forjou no Direito, ele é fruto do marketing, da mídia de massa, e provavelmente da ação do Departamento de Estado dos EUA.

Todo juiz vai na padaria, no shopping, anda nas ruas etc… Vocês acreditam que um juiz vai se indispor com uma sociedade que defende Moro irrestritamente? Vocês acreditam que algum juiz, do alto das dezenas de milhares de reais que recebe todos os meses, vai arriscar sua paz e a da sua família “em nome da justiça” ??? (A família do falecido Teori que o diga).

Sinto informar mas, o Brasil não é a Alemanha. Mesmo que eu acredite que de fato o Triplex seria um presentinho a Lula, mesmo que de fato esse presente não tenha se materializado, isso não altera em nada o fato de que mesmo depois de anos de investigação envolvendo todo o aparato da Policia Federal nada foi provado. A sentença é frágil como um castelo de cartas, o problema é que este castelo está muito bem seguro em uma redoma de vidro, mesmo que uma leve brisa o desmonte, essa brisa por ali não passa.

Se você acredita que não haverá tempo hábil para uma condenação em Segunda Instância, devido ao tempo médio utilizado pelo Tribunal nesses casos, mais uma vez me desculpem, esse caso não é normal, é político, e como tal, tem e terá sempre um trâmite diferente, podem ter certeza que o julgamento sai antes das eleições (se é que teremos eleições). Nossa justiça nunca foi das melhores embora nossas leis sejam razoavelmente modernas, nossos magistrados são arcaicos, pertencem a uma casta que pouco se renova, é um poder corrompido por uma visão aristocrática de mundo que deixa ainda mais clara a face exclusivamente burguesa da justiça.

O filho da desembargadora preso por tráfico, por exemplo, foi imediatamente solto pela própria mãe, e ficou por isso. O filho de um dos diretores da RBS (Globo), mesmo depois do flagrante, também está em liberdade, o mesmo vale para o assassinato cometido pelo filho de Eike Batista, essa regra, claro, só não vale para os “Rafael Braga” da vida, há três anos preso por portar Pinho Sol, e mais um flagrante claramente forjado na prática antiga da polícia em incriminar favelados. Cinco investigados na Lava Jato tiveram pedido de impunibilidade em função da idade dos mesmos, todos têm a mesma idade de Lula.

É um escárnio, tudo na conta do Golpe de Estado que estamos vivendo. A educação seriamente ameaçada, Universidades fechando por todo o Brasil por falta de verba, professores primários sob forte ataque do “Escola Sem Partido” (que é a maior aberração já vista em termos de educação), trabalhadores sendo reduzidos a semi-escravidão com a Reforma Trabalhista e a Lei das Terceirizações além da Reforma da Previdência a caminho.

Gastos com saúde, salário e educação congelados por vinte anos e lucros para o rentismo com garantias de cada vez maiores fatias, aumento de imposto ao passo do perdão de mais de 200 bilhões de dívidas de grandes empresas e bancos, um Congresso de maioria corrupta defendendo a não investigação de um Presidente ilegítimo gravado negociando propina, o mesmo Congresso que usurpou o poder de uma Presidente democraticamente eleita e sem nenhuma acusação de crime de responsabilidade, uma mídia de massa sustentada por bancos que se cala vergonhosamente diante de qualquer notícia que contrarie o script do Golpe e que ainda faz campanha distorcendo os ataques aos direitos fundamentais dos trabalhadores e da democracia, é isso que temos. Isso é apenas uma parte do quadro da dor que vivemos, a falta de tradição democrática somada a uma educação de baixa qualidade e a uma mídia de massa de perfil monopolista e sustentada por bancos multinacionais não poderia produzir uma população intelectualmente capaz de reagir.

Chegamos ao limite de nossa frágil e jovem democracia burguesa, não se enganem, há um sério risco de não haverem eleições em 2018, e não esperem que o povo, a massa nos salve… A maioria dos brasileiros está em torpor e não se mobilizará a menos que o Jornal Nacional e a revista Veja ordenem uma mobilização em grande escala. O brasileiro médio espera o telejornal para formar sua opinião política, e os únicos capazes de contrabalançar isso, as escolas e universidades, estão sob forte ataque, nada podem fazer. Há tempos eu disse: Chegamos no inverno, ele será rigoroso e longo e no inverno os mais pobres sofrem mais com o frio, muitos morrerão em vida, outros morrerão de fato, mortos estamos todos, e nós nossos próprios assassinos. O Brasil morreu.

Autor: Humberto Matos (canal “saia da matrix”) https://goo.gl/6m2W8x Edição: Comunidade29