Tenho vergonha de ser juiz

Em um momento onde o judiciário está sendo questionado, a postura dos juízes e promotores de justiça com seus gordos  e questionáveis vencimentos sendo expostos, mostrando o corporativismo indecente de uma classe que deveria primar por realizar a justiça para o povo e não defender seus próprios interesses, vemos esse artigo publicado pelo Juiz João Batista Damasceno no site Justificando. O Juiz Damasceno é doutor em Ciência Política e trabalha como juiz de Direito no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. É uma honra publicar seu artigo aqui no site, para mostrar que, diferente do que a mídia tenta nos fazer acreditar, o Brasil não é feito de uma só lógica, ou de uma só história. O judiciário assim como todas as instituições brasileiras tem pessoas  que estão lá estão fazendo um trabalho em prol da democracia, da justiça e dos direitos dos cidadãos. Não podemos ver a vida como algo estático onde só uma verdade existe. A vida é um processo. E como processo há avanços, recuos e aprendizado contínuo. Estamos passando, do meu ponto de vista, pelo maior processo de aprendizado político que já vimos em nosso país. Tomara que consigamos aprender e agir cada vez mais em prol de nossa tão jovem e combalida democracia em todas as instituições que estivermos. Vejam o texto dele. Tenho vergonha de dizer que sou juiz. E não preciso dizê-lo. No...

Leia mais