No próximo 09/10 completarão 50 anos da execução de Ernesto Che Guevara em La Higuera pelo exército boliviano, que já o tinha rendido e não precisava executá-lo, e só o fez porque estava de quatro pra CIA, que morria de medo do levante comunista na América Latina, que usurparia seus privilégios e os de seus séquitos, que sempre exploraram as benesses do nosso solo nos fazendo acreditar que estávamos contribuindo com nosso próprio progresso.

Eles se arrependeram posteriormente, mas, na ocasião, amputaram as mãos de Ernesto para que seus restos mortais jamais fossem reconhecidos.

Militares são assim, cumprem ordens sem pensar.

Falo sim, de Ernesto, porque lá na década de 50 do século XX, ele já enxergava as estruturas de poder que mantêm os miseráveis sempre miseráveis para que os ricos continuem ricos.

Falo sim de Ernesto, porque os idiotas que mandam ir pra Cuba são os mesmos que fingem não saber o quanto a questão do embargo comercial dificulta o progresso de Cuba, e esse embargo atualmente não é apenas material, mas ideológico, moral e anti-humano.

Falo sim de Ernesto, porque não há uma única nação latina que tenha conseguido desenvolver a educação e a saúde como Cuba fez, apesar dos problemas e dificuldades que essa ilha, que subsiste em torno das safras de açúcar e da dificuldade em colocar sua mercadoria nos circuitos internacionais, ainda encontra espaço pra dividir o pouco que tem com as ilhas vizinhas num pós furacão que mobilizou o “mundo míope” em torno de uma “Flórida” muito bem servida e fingiu que não viu o resto do Caribe.

Falo sim, e falo muito de Ernesto, porque o senso comum não analisa, não pesquisa, é preguiçoso, acostumou-se a “comprar opiniões formadas” pelos meios de comunicação servis do regime neo-imperialista, e não conseguiu seguem fazer um contraponto decente com vistas à História latina, que inclui Martí, Bolívar, porque essa parte da História foi roubada, surrupiada, subtraída dos livros comuns, que professores comuns utilizam na didática bestial da América Servil Comum, que se vocês tivessem a mínima noção do que representa, estariam chutando muitos, mas MUITOS rabos estrangeiros.

Pesquisem Bolívar, saiam da caverna, meus caros !!!

E pra deixar clara a ignorância servil, se você não foi apresentado a esse capítulo da História, se você não sabe quem está segurando a insígnia no peito de Ernesto, esse é o seu presidente que “renunciou” (muitas aspas), Jânio Quadros.

Depois dele Jango tomou um golpe militar.

Põe a cabeça pra trabalhar, vai te fazer bem.

Por Michelle Domingues