Dia: 5 de junho de 2016

As Eleições, a Religião e a Nova Classe Trabalhadora

Por Roberto Dutra, sociólogo, no El País Compõem hoje a maior bancada evangélica da história do Congresso brasileiro 75 deputados federais e três senadores, o que faz com que, cada vez mais, suas posições e acordos tenham relevância no cenário político. Para Roberto Dutra, doutor em sociologia pela Universidade Humboldt de Berlim e professor da Universidade Estadual do norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), o posicionamento dos congressistas, contudo, não deve ser confundido com as convicções do eleitorado evangélico como um todo. Em um momento em que esse grupo político se uniu em torno do impeachment e de teses conservadoras no campo dos costumes, Dutra avalia em entrevista ao EL PAÍS os reflexos da interferência da religião na política e com que olhos os fiéis enxergam isso. Leia abaixo os principais destaques da conversa. Pergunta. Existem hoje temas específicos que motivam o voto do eleitorado evangélico? Resposta. São vários temas, mas há dois eixos temáticos que têm se destacado. O primeiro é a questão da moral e dos costumes que, contudo, até agora foi determinante apenas em eleições legislativas. Isso não quer dizer que essa temática não possa se tornar central em algum momento nas executivas, mas, por enquanto, ela depende muito mais da instrumentalização política que líderes de perfil religioso têm feito dela. Falar de costumes tem atraído um eleitorado, mas o que realmente explica as motivações do comportamento eleitoral, não só dos evangélicos, mas de todas...

Leia mais

Carta para o Amigo Coxinha!

Por Paulo Cavalcante no Facebook Que governinho ridículo! Caiu mais um. E o cara caiu porque foi dar carteirada na FAB. Como os caras chegaram lá por meio de golpe, acham que tudo é golpe. Golpe da carteira e do “Você sabe com quem está falando?” Tradicional pergunta autoritária do patriarcado nacional. E aí, você, coxinha amigo, tá gostando? Ah, tá sim, né? O pessoal do “quero o meu país de volta” alcançou o seu objetivo. Regredimos. Voltamos ao passado conservador, elitista, autoritário, excludente, misógino, mesquinho etc. etc. etc. Mas, coxinha, você não é da elite. Você até pensa que é classe média. Mas nem isso você é. Tá endividado, mal consegue pagar o plano de saúde, a conta do supermercado tá pesando e vai ter de adiar a revisão do kit gás do carrinho, não é mesmo? Então, você não é da classe média. Você é trabalhador assalariado. Vou repetir devagar. Você é tra – ba – lha – dor… Mas se acha classe média e pensa como a elite. Olha, esse pessoal aí que você apoiou pra dar o golpe já aumentou o plano de saúde acima da inflação! Tá piorando, né? E você acha que a culpa é toda do Lula, da Dilma e do PT. Tem problema não, vai piorar mais se essa galera golpista continuar no poder. Aí, então, vai ser difícil colocar a culpa...

Leia mais

Assuntos

Ligia_Deslandes_-_Loja_Virtual_Pic

Ligia_Deslandes_-_Loja_Virtual_Pic

junho 2016
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Cadastre-se no nosso Site